Fique por Dentro

Papa Francisco abre campanha mundial voltada a migrantes e refugiados

Campanha “Compartilhe a viagem” é iniciativa da Caritas Internacional

A mensagem do Papa Francisco publicada em sua conta no Twitter nesta quarta-feira, 27, é um chamado a todos para que “compartilhemos sem medo o caminho dos migrantes e dos refugiados”. A ação reforça a campanha “Compartilhe a viagem” da Caritas Internacional aberta oficialmente pelo Pontífice durante a Audiência Geral.

Ao final da catequese, o Santo Padre recordou que é o próprio Cristo que pede para acolher os irmãos e irmãs migrantes e refugiados com os braços abertos. “Justamente assim, com os braços bem abertos, prontos a um abraço sincero, afetuoso e envolvente, um pouco como esta colunata da Praça São Pedro, que representa a Igreja mãe que abraça todos na compartilha da viagem comum”.

Francisco deu as boas-vindas aos refugiados presentes na Praça São Pedro e agradeceu aos agentes da Caritas Internacional pelo empenho para realizar um abaixo-assinado para pedir uma nova legislação sobre migrações mais pertinente ao contexto atual.

Nas redes sociais, o convite é para que sejam feitos registros em foto do gesto que simboliza a campanha: braços abertos em sinal de acolhida aos imigrantes. A imagem deverá ser publicada no Facebook, Twitter ou Instagram, com as hashtags #sharejourney e #compartilheaviagem, na tag em português. Várias imagens do gesto já podem ser vistas nas redes sociais, inclusive do presidente da Caritas Internacional, cardeal Tagle.

A iniciativa

Com duração prevista para dois anos, 2017 a 2019, a campanha deverá envolver toda a Rede Caritas na resposta ao apelo do Papa Francisco para abraçar a “cultura do encontro” e fazendo uma proposta positiva diante da realidade atual na vida de imigrantes e refugiados.

De acordo com a Caritas, as pessoas serão encorajadas a refletir, aproximando imigrantes, refugiados e comunidades com o objetivo de mudar corações e mentalidades. “Esperamos que a campanha global de conscientização seja uma oportunidade para ampliar a compreensão a respeito dos porquês do trânsito de milhares de imigrantes em suas viagens, desconstruir mitos e compreender quem realmente são os imigrantes, quem somos como comunidades e como uma família global através do aumento da empatia e compreensão”.

Embaixador no Brasil

No Brasil, foi escolhido como embaixador da campanha o Cristo Redentor, cujo santuário recebeu a cerimônia de abertura nesta quarta-feira, com a presença do arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal Orani João Tempesta, do secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, dom Leonardo Ulrich Steiner, membros da Caritas Brasileira e de entidades que atuam junto a imigrantes e refugiados.

O ícone no alto do morro do Corcovado na capital fluminense expressa a mensagem e a convocação para a acolhida de imigrantes e refugiados, uma vez que é um ícone religioso e cultural reconhecido no Brasil e no mundo inteiro. “Nele, todos os brasileiros, imigrantes e refugiados certamente se reconhecem”, afirma a Caritas.

Imigração e refúgio

A realidade da migração, que recebe atenção especial do Papa Francisco, afeta cerca de 230 milhões de pessoas que atualmente vivem fora dos seus países de origem, no caso dos migrantes internacionais. São fatores políticos, econômicos e até desastres ambientais relacionados a estes deslocamentos. Somente no primeiro semestre de 2016, 3,2 milhões de pessoas foram forçadas a sair de seus locais de residência devido a conflitos ou a perseguições. Destas, 1,5 milhão são refugiadas ou solicitantes de refúgio. Os dados são do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur).

O Brasil recebeu milhares de pessoas de 82 nacionalidades nos últimos anos, parte delas já tive sua condição de refugiadas reconhecida. Desde o início do conflito na Síria, 3.772 pessoas desse país solicitaram refúgio por aqui. Nos últimos meses, houve crescente número de solicitação de refúgio por cidadãos da Venezuela: apenas em 2016, 3.375 venezuelanos solicitaram refúgio no Brasil, número que representa cerca de 33% das solicitações registradas no ano passado.


Fonte: Amex, com CNBB
Fale conosco, queremos ser seu parceiro!
Ampliando horizontes
Estamos no Facebook